Dúvidas Frequentes

O sistema depende muito da qualidade dos equipamentos, geralmente pode durar aproximadamente 25 anos, ou mais.

Não, as distribuidoras de energia cobram uma taxa para estar conectada a rede (chamada de taxa mínima de energia), que pode variar de 30 KWh (rede monofásica) à 100 KWh (rede trifásica). Entretanto, a redução na conta de luz varia em torno de 95%, na maioria dos casos.

Após se escolher o sistema solar que mais se adéqua à situação do cliente, são colocadas no telhado módulos solares (conhecidos como placas solares fotovoltaicas) que vão captar a radiação do sol. Também devem ser instalados alguns outros equipamentos, como um inversor e um quadro elétrico especial.

Ele não funciona a noite. Você produz energia durante o dia e se gerar mais do que está consumindo, esta energia vai para a rede da distribuidora que vira créditos de energia que serão usados para abater o seu consumo da noite.

Não. Se o seu sistema estiver conectado na rede elétrica da distribuidora o inversor fotovoltaico irá desligar e isolar o seu sistema fotovoltaico por uma questão de segurança (Desta forma você evita causar um acidente ou estragar o seu sistema).

Sim. Se você tiver um sistema de energia solar com backup de baterias, ou seja, você tem um sistema fotovoltaico conectado à rede e possui um grande “no-break” com baterias na sua casa ou empresa.

Não, pelo contrário, muito barata. Basta passar um pano nas suas placas se elas ficarem muito sujas.